Novidades

Localização actual:Fundação MacauAgenda de ActividadesBolsas de Estudo da Fundação Macau Uma Retrospectiva sobre o Passado e uma Visão para o Futuro

Bolsas de Estudo da Fundação Macau Uma Retrospectiva sobre o Passado e uma Visão para o Futuro

03/06/2013 16:20:58

A promoção do desenvolvimento das acções de carácter educativo, e que visam a promoção de Macau, é uma das atribuições essenciais da Fundação Macau (FM). Desde a sua criação, nomeadamente após o estabelecimento da RAEM, a FM tem vindo a apostar, com um apoio de mais de mil milhões de patacas, na melhoria das instalações e equipamentos escolares e no aperfeiçoamento dos recursos humanos da área educativa, bem como, através da atribuição de bolsas de estudo, a apoiar a formação dos quadros qualificados para Macau, China Continental e países asiáticos e lusófonos. A FM tem como objectivo principal “apoiar e beneficiar os estudantes e contribuir para a sociedade” e os trabalhos principais têm vindo a ser executados por etapas e em fases distintas. Assim, a FM tem adaptado os seus fins de modo a relacionar-se sempre estreitamente com a actual situação social de Macau, ao longo de toda a trajectória do seu desenvolvimento, e a atribuição de bolsas de estudo pela FM, há mais de 20 anos. faz parte integrante do seu projecto.

 

A trajectória da criação das bolsas de estudo suportadas pela FM

A criação das bolsas de estudo inicia-se antes dos princípios dos anos 90. Nesta altura, os destinatários das bolsas de estudo eram principalmente os estudantes dos países de Língua Portuguesa como Angola, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e alguns países asiáticos, como a Malásia e outros. O número global dos bolseiros não era elevado e a maioria dos estudantes bolseiros dos países de Língua Portuguesa escolhiam frequentar cursos de Direito. Contudo, foi criado igualmente o “Prémio da Fundação Macau” para os estudantes universitários de Macau que se distinguiram nos seus estudos.

A etapa de transição remonta-se a meados e ao final dos anos 90. Nestes anos, a sociedade de Macau estava numa fase de transição da transferência de soberania de Macau, o que tornou inadiável a tarefa de formar pessoal altamente qualificado no Território. Neste contexto, a FM criou, excepcionalmente, bolsas de estudo para estudantes locais poderem frequentar cursos de mestrado ou de doutoramento. É de destacar que a FM sempre apoiou estudantes locais para frequentarem cursos de mestrado em Administração Pública durante anos consecutivos, tendo-se formado assim um grupo de talentos na área de gestão pública e, como consequência desta decisão, resultaram efeitos positivos para uma mudança estável operada com a transferência de soberania sob o princípio “Macau governado pelas suas próprias gentes”. Por outro lado, a FM cooperou sempre com as instituições do ensino superior de Macau para criar uma plataforma para o ensino de Língua Portuguesa, a fim de dar apoios aos estudantes da China Continental e de outras regiões que vinham aprender português a Macau e, nessa altura, foram mais de cem alunos por ano que receberam bolsas de estudo atribuídas pela FM.

Seguiu-se, pouco depois da transferência de soberania de Macau, a fase de estabilidade. Tendo chegado o fim da última etapa de transição, a situação da atribuição das bolsas de estudo da FM voltou a ficar estabilizada e gradualmente caminhou-se para normalização e sistematização. Assim, tornaram-se marcas da FM as bolsas de estudo de mestrado para estudantes locais, as bolsas de estudo para estudantes dos países de Língua Portuguesa, as bolsas de estudo para estudantes da China Continental e as bolsas de estudo para finalistas excelentes das instituições do ensino superior de Macau. Todas estas bolsas já tiveram reconhecimento da sociedade e do sector educacional, tendo vindo a aumentar o número de bolseiros, o valor atribuído e a importância que assumem na formação dos alunos com vista ao desenvolvimento sustentado que se pretende para Macau.

A fase de ajustamento aconteceu entre os anos de 2004 e 2011. De acordo com os ajustamentos que teve a FM desde a sua criação, a partir de 2004, as bolsas de estudo para mestrado destinadas a estudantes locais e da China Continental passaram a estar a cargo do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior de Macau. A partir desse ano , a FM começou a celebrar protocolos com outras instituições para dar início a uma cooperação conjunta relativa aos trabalhos da atribuição das bolsas de estudo, nomeadamente “o Projecto de Continuação de Estudos em Portugal dos Alunos que completam o Ensino Secundário” com a Associação Promotora da Instrução Pós-Secundária de Macau desde 2004, o “Projecto de Bolsas de Mérito Especial” desde 2006 com a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude e o “Projecto de bolsas de estudo para cursos de licenciatura em Contabilidade” desde 2008 com a Direcção dos Serviços de Finanças. Todos estes projectos foram criados para o desenvolvimento social de Macau, como uma implementação pertinente e operacional de programas de formação para talentos, a fim de preencher a lacuna de falta de talentos para áreas específicas e aumentar a qualidade profissional do pessoal local. Os beneficiários destas bolsas, que concluíram os seus estudos com apoios financeiros do Governo de Macau, precisam de prestar serviços na RAEM ou na China Continental após a conclusão de curso. O objectivo destes projectos era firme e os benefícios para a sociedade eram expectáveis. Nesta fase de ajustamento, era de esperar uma subida no número de bolseiros e uma percentagem maior do número de bolseiros locais.

A partir do ano 2012, a tarefa da atribuição de bolsas de estudo da FM entrou numa nova fase de integração. Assim, a FM pretende vir alargar a atribuição de bolsas a novos alunos que se distingam em outras áreas de estudo, principalmente nas áreas que tenham mais interesse para o desenvolvimento de Macau. À medida dos avanços na economia da RAEM, do estabelecimento de uma plataforma de cooperação económica e comercial entre a China e os países de Língua Portuguesa e de acordo com o objectivo firmado para se criar um “centro mundial de turismo e lazer” na RAEM, a FM considera que não pode continuar a caminhar deste modo mas antes terá de continuar a inovar e a desenvolver outras cooperações, como sempre o tem feito. Deve melhorar a utilização dos recursos existentes em Macau, pois a actual situação social assim o permite, e com métodos apropriados e um pensamento inovador irá certamente realizar a integração e autocrítica necessárias à actual tarefa da formação de novos talentos.

Actualmente, a FM já estabilizou a integração plena das bolsas existentes e começou a executar de forma autónoma o novo projecto das “Bolsas de Mérito Especial”. Com base no actual sistema de incentivos da RAEM, a FM planeia, com uma atitude positiva e medidas mais eficazes, apoiar o governo de Macau a desenvolver a educação holística e a encorajar os novos talentos a terem sucesso, combinando assim o planeamento da cooperação regional com a estratégia em desenvolvimento de talentos da China e do Governo da RAEM.

 

Projectos principais de bolsas de estudo da FM

Destinatários

Tipo de bolsas de estudo

Descrições

Estudantes locais

Projecto de Continuação dos Estudos em Portugal dos Alunos que completam o Ensino Secundário

Projecto de cooperação com a Associação Promotora da Instrução Pós-Secundária de Macau: subsidiar finalistas do ensino secundário de Macau para irem frequentar cursos de licenciatura em Direito, em Portugal. Os beneficiários devem prestar serviço em Macau pelo menos 3 anos após a conclusão de curso.

 

Bolsas de Mérito Especial

Subsidiar estudantes para frequentarem cursos de licenciatura em instituições do ensino superior em diferentes países. É feita a lista das instituições do ensino superior subsidiadas tendo como referência o ranking do Times Higher Education. Deste ranking constam as universidades com elevada qualidade de ensino para efeitos académicos. Após a conclusão do curso os beneficiários devem prestar serviço em Macau e na China Continental por um período igual à duração da bolsa,.

Estudantes da China Continental

Bolsas de licenciatura

Atribuir bolsas de estudo a alunos da China Continental e a outros alunos recomendados pelas instituições do ensino superior de Macau com classificações excelentes.

 

Bolsas de estudo para a frequência de cursos de português nas instituições do ensino superior

Projecto de cooperação com as instituições do ensino superior de Macau: subsidiar alunos da China Continental para frequentar cursos de português nas instituições do ensino superior de Macau.

Estudantes estrangeiros

Bolsas de estudos para alunos dos países de Língua Portuguesa

Atribuir bolsas integrais a alunos recomendados pelos Ministérios de Educação dos países de Língua Portuguesa para a frequência de cursos do ensino superior em Macau.

 

Bolsas de estudo para o Projecto de Estudo na Ásia

Atribuir bolsas integrais a alunos recomendados pelo Education Forum for Asia para a frequência de cursos de licenciatura em Macau.

Estudantes inscritos nas instituições do ensino superior de Macau

Bolsas de projecto para finalistas e estudantes de intercâmbio excelentes

Atribuir bolsas de estudo a finalistas e a estudantes de intercâmbio excelentes que são recomendados pelas instituições do ensino superior de Macau.

 

Distribuição das bolsas e dos montantes atribuídos pela FM